NECROLÓGIO DE FREI LUCAS BRÄGELMANN OFM

“Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso espírito, para que possais discernir qual é a vontade de Deus, o que é bom, o que lhe agrada e o que é perfeito” (Rm 12, 2).

Neste dia 26, oitava de Natal de Nosso Senhor Jesus, parte para o Reino da eternidade nosso confrade Fr Lucas Bragelmann OFM. Nossa gratidão a todos pelas mensagens e orações, pelo nosso irmão, e por toda a nossa fraternidade OFM no MA e PI! Que Deus em sua infinita misericórdia acolha nosso irmão com a intercessão da Imaculada Virgem Maria e São Francisco e Santa Clara! Amém!

Segue um pequeno histórico da vida e missão de Fr Lucas:

Frei Lucas, de batísmo, Hans Brägelmann, nasceu aos 25 de agosto de 1934 em Südlohne – Vechta – Alemanha. Ingressou no Noviciado da Ordem dos Frades Menores em Rietberg no dia 14 de novembro 1955.  Estudou Filosofia em Warendorf e Teologia em Paderborn onde se interessou muito pela exegese do novo testamento como, pela Catequese e Homilética. Emitiu os primeiros votos no dia 15 de novembro de 1956 e a Profissão Solente aos 16 de novembro de 1959.

Aos 21 de dezembro de 1961 foi ordenado Presbítero em Paderborn e, depois de um tempo como ‘padre simplex’, foi transferido para o ano pastoral em Dortmund. Sabendo do propósito de Fr. Lucas de ser missionário no Brasil, o Provincial da Saxônia, Frei Dietmar Westemeier enviou nosso confrade a um seminário na casa de formação da diocese de Münster em Dingden. Lá, ele teve o primeiro contato com a língua e a cultura brasileira.

No dia 29 de Agosto 1963, partiu com cinco irmãs Franciscanas da Adoração Perpétua de Hamburgo rumo ao Brasil. O navio ‘Liebenstein’ fez sua primeira parada em Belém. Lá, fr. Lucas ficou hospedado no convento dos frades da Custódia da Amazônia observando pela primeira vez a vida diferente do povo e ouvindo a sua lingua pronunciada pelos nativos.  De Belém o navio seguiu para Tutóia – MA e depois para Fortaleza onde chegaram dia 19 de setembro de 1963. Frei Ivo e Frei Rodrigues foram de Piripiri para acolher o irmão e as irmãs Boaventura,  Ildefonsa, Heduviges, Gorette e Tabita. Tendo esperado longo tempo na liberação da bagagem, o confrade fez sua primeira visita a Canindé.   De Fortaleza foram para Piripiri. No Convento fr. Lucas foi acolhido por Frei Américo, Frei Remberto e Frei Ambrósio. Estava chegando a festa de Nossa Senhora dos Remédios e o confrade, com seu sutaque alemão, celebrou a tradicional missa dos vaqueiros.

De Piripiri viajou logo para Teresina e, de lá, para Bacabal. Na Capital do Médio Merarim, os seus professores da língua portuguesa eram o Sr. Antônio Monteiro e Frei Bartolomeo. Em março de 1964 viajou de São Luís para Belo Horizonte, pernoitando em Montes Claros e no dia seguinte continuando a viagem para Capital Mineira, onde ficou na fraternidade de Carlos Prates, fazendo parte do grupo do ano pastoral da província. 1964 era o ano de grandes mudanças da Igreja por conta do Concílio Vaticano II e políticamente, da tomada do poder dos militares no Brasil; e tudo isso era vivamente discutido num convento de frades holandeses, mineiros e gaúchos. Do ano pastoral faziam parte Frei Durvalino, Frei Diogo, Frei Luciano e outros. Os professores eram Frei Guido, Frei Bruno – o guardião e o primeiro custódio de Rio Grande do Sul – e Frei Bernardino que vinha de Divinópolis – MG.

No fim do seu estágio em Belo Horizonte nosso confrade fez longa viagem onde conheceu São Paulo, Curitiba, Blumenau, Florianópolis, Porto Alegre, Taquari, Daltro Filho, Três Passos; e, no regresso de Belo Horizonte ai Puiauí, ainda conheceu Teófilo Otônio, Feira de Santana, Salvador, Aracaju, Penedo, Recife, Natal, e Fortaleza até chegar em Teresina.

Em janeiro 1965 foi transferido para Lago da Pedra onde acompanhou Frei Henrique em diversas desobrigas pela região dos Lagos.

Frei Lucas, viveu longos anos nas terras brasileiras. Em seu ministério compartilhou de sua vida e vocação nas seguintes fraternidades: de 1965-1973 foi Vigário Paroquial na Paróquia São José, em Lago da Pedra – MA; de 1973-1976 foi guardião da Fraternidade Nossa Senhora da Glória em São Luís – MA, exercendo a função de Vigário Paroquial;   por dez anos, de 1976-1986, foi pároco da Paróquia Nossa Senhora de Fátima em Vitorino Freire – MA; de 1989-2001 retornou a São luís onde foi Vigário Paroquial e de 2001-2018 foi Vigário Paroquial e jubilário na paróquia e fraternidade São Francisco das Chagas, Bacabal – MA. Nos últimos anos, o confrade devotou sua vida à Arte… diariamente dedicava-se ao cultivo do jardim da Fraternidade e, sempre que podia, registrava com sua câmera fotográfica a vida da Província e da cidade de Bacabal. Alem disso, enquanto as forças lhe permitiram, celebrava devotamente a Santa Missa na capela  conventual.Aos 26 de dezembro de 2018, às 8h e 30 min, dia do Martir Santo Estêvão, nosso irmão, após alguns meses de convalecência, entregou-se ao Pai

Descanse em paz, Frei Lucas…

Seu corpo será velado a partir das 15h na Igreja Matriz de São Francisco das Chagas; a missa de Corpo Presente será às 9h do dia 27 de dezembro e a Celebração Eucarística de 7º dia será dia 1º de  janeiro de 2019 às 19h na Igreja de São Francisco – Bacabal – MA

Bacabal, 26 de dezembro de 2018.    

Sobre o Autor | Website

Frade Franciscano da Ordem dos Frades Menores, OFM, Pároco da Paróquia de N Sra da Glória e São Judas Tadeu, Bairro da Alemanha, São Luis/MA. Escreva-me uma mensagem, um pedido de oração etc, responderei com alegria ao seu contato o mais breve possível! Paz e Bem!

Espiritualidade e Mística Franciscana

MAIS QUE UMA PEREGRINAÇÃO, UMA FORMA DE VIDA! 

Sim, nada mais sou do que um viajante, um peregrino sobre a terra! E você é alguma coisa mais do que isso? (Goethe)

Internet para evangelizar com Paz e Bem!