Igreja celebra em agosto o Perdão de Assis!

Em destaque

Etiquetas

, ,

Papa Francisco em Assis

Papa Francisco em oração na Porciúncula, Assis!

Assis (RV) – Nos dias 1º e 2 de agosto será celebrado em todas as paróquias do mundo e em todas as igrejas franciscanas o Perdão de Assis, ou, a Indulgência da Porciúncula. A origem desta graça está ligada à história da pequena Porciúncula, dentro da Basílica Santa Maria dos Anjos, em Assis, de São Francisco e de toda a Ordem Franciscana.

A visão

“Na noite do ano do Senhor de 1216, Francisco estava mergulhado em oração e na contemplação na igrejinha da Porciúncula quando, improvisadamente, uma luz muito forte tomou conta do local e Francisco viu sobre o altar o Cristo revestido de luz e à sua direita a sua Mãe Santíssima, circundada por uma multidão de Anjos”.

Este é o início da história, atestada pelo Diploma de Teobaldo (FF 3391 – 3399), que deu início a este evento celebrado no início de agosto. Prostrado com a visão mística, Francisco pediu a Jesus uma graça: “Senhor, peço que todos aqueles que, arrependidos e confessados, entrando nesta igrejinha, tenham o perdão de todos os seus pecados e a completa remissão das penas devidas às suas culpas”.

Jesus respondeu a ele: “Grande é a graça que me pedes, ó Francisco; todavia, a concedo a ti, se minha Mãe me pedir”. Francisco então pediu a mediação da Virgem Maria, a qual com sua súplica, seu Divino Filho concedeu a graça. Porém, quis que apresentasse ao seu Vigário, o Sumo Pontífice, para obter a sua confirmação.

Papa Honório III

Dito isto, cessou a visão e Francisco imediatamente foi ao Papa Honório III e ele, depois de várias dificuldades, lhe confirmou a graça, limitando-a, porém, a um dia somente, por todos os anos e fixando para esta o dia 2 de agosto, a começar das Vésperas da Vigília.

Indulgência estendida a todas igrejas franciscanas

Mais tarde, com a Bula do dia 4 de julho de 1622, o Papa Gregório XV estendeu esta grande indulgência a todas as Igrejas da Ordem Franciscana e prescreveu que, além da confissão, era necessária a comunhão e a oração pelo Sumo Pontífice. Em 12 de janeiro de 1678, o Papa Inocêncio XI declarou que a dita indulgência estava aplicada também às almas do Purgatório.

Toties quoties

Esta indulgência tornou-se célebre pela sua origem extraordinária e pela circunstância singularíssima que esta pode ser lucrada toties quoties, isto é, tantas vezes quanto se visita a igreja que goza de tal favor e nas quais se cumprem as prescrições requeridas, fato confirmado pela Santa Sé.

O Papa Pio X permitiu, para maior comodidade dos fiéis, que o Perdão de Assis poderia ser obtido também nas igrejas ou oratórios que, na aplicação do privilégio com o consenso do Bispo e que o Perdão de Assis pudesse ser transferido do dia 2 de agosto para o domingo seguinte.

O Papa Bento XV, em 16 de abril de 1921, estendeu esta indulgência do Perdão de Assis a todos os dias do ano, in perpetuo, mas somente na Basílica de Santa Maria dos Anjos, em Assis. Ainda hoje, em todas as Igrejas do mundo, a indulgência é aplicada neste dia.

Jubileu do Perdão

Particularmente solenes e participadas, como em todos os anos, serão as celebrações na Basílica Santa Maria dos Anjos, onde os Freis preparam-se para festejar, no próximo ano, um Grande Jubileu do Perdão no oitavo centenário (1216-2016) do pedido do Pobre de Assis na Porciúncula, em “feliz e providencial” concomitância com o Jubileu extraordinário da Misericórdia convocado pelo Papa Francisco, de 8 de dezembro de 2015 a 20 de novembro de 2016.

Marcha Franciscana

Da intensa programação, consta a chegada da XXXV Marcha Franciscana, com o tema este ano “Busco a tua face”, e que verá chegar na Porciúncula cerca de 1,6 mil jovens caminhantes provenientes de toda a Itália e também de países vizinhos, como Albânia, Croácia, Eslovênia e Áustria. Os jovens expressarão com uma festa na Praça diante da Basílica a alegria pelo Perdão recebido na Porciúncula.

A programação completa está disponível no site da Porciúncula. (JE)

Fonte: Rádio Vaticano

Mural Franciscano com as noticias do Caminho!

Em destaque

Etiquetas

, ,

Clique na imagem e confira as atualizações da nossa Caminhada Franciscana na página de nosso Twitter! 

Twitter Franciscano

Celebração do Perdão de Assis!

Etiquetas

, ,

Todas as fraternidades de Nossa Província Franciscana celebram o Perdão de Assis! 

Com este dia 02 de agosto de 2015 iniciamos como fraternidade provincial a celebração dos 800 anos do Perdão de Assis, em comunhão com toda a Família Franciscana, FFB, e toda a Igreja que nesta mesma ocasião inicia os preparativos do Ano  da Misericórdia.

Para São Francisco de Assis a maior de todas as Misericórdias é o Cristo Jesus que vem para nos reconciliar com o Pai, através do Sacramento da Misericórdia. Que possamos, segundo o Espírito de São Francisco, revalorizar o sacramento da Confissão Sacramental como porta de uma vida nova.

Estarei neste dia 02 em Floriano, PI, para a Missa Solene Domingo às 19h, com a gratidão do aniversário da minha Ordenação Sacerdotal que se realizou dias 02.08.2002.

A Deus minha eterna gratidão e que tenha misericórdia de mim para que possa servir com fidelidade todo o vosso povo!

Paz e Bem! Feliz dia do Perdão de Assis!

Retiro Vocacional Franciscano!

Etiquetas

, ,

Hoje viajo para Floriano,PI, para o REVOFRAM! 

Peço as orações de todos pelo Retiro Vocacional Franciscano, REVOFRAM, que se realiza nestes dias em Floriano, PI. Este encontro tem como finalidade favorecer o discernimento de nossos jovens para o sim à vida Consagrada Franciscana. Os que após este retiro responderem sim, começarão os preparativos para o ingresso em nossa Província Franciscana MA e Pi para o ano de 2016.

Agradeço a todos os nossos Benfeitores e amigos da Província pelo apoio a estes jovens e reforço o pedido pelas vossas orações para fortalecer e encorajar o SIM de nossos jovens!

Que Deus abençoe a todos! Paz  e Bem!

Início do Mês Vocacional!

Etiquetas

,

Hoje iniciamos o Mês das Vocações!

Convido a todos a dedicarem, com especial devoção, suas orações na intenção de toda a nossa Igreja e de nossa Província Franciscana, em favor das vocações religiosas e sacerdotais. Convido a todos a dedicarem em sua oração pessoal, particular amor à suplicas de que Deus nos conceda a graça de muitas e santas vocações.

Que São Francisco e Santa Clara cativem os corações de nossos jovens ao seguimento de Jesus Cristo em nossa Igreja, jovens com a alegria e a disponibilidade de consagrar suas vidas à construção do Reino de Deus.

Em todas as celebrações, encontros e eventos de nossa Igreja, seja você um promotor das vocações e anime a todos a rezarem pelas vocações.

Que Nosso Senhor abençoe a todos, Paz e Bem!

Fr, Bernardo, vosso Ministro e irmão Menor!

«É necessário que Ele cresça e eu diminua» ( Jo 3,30)

Etiquetas

,

«É necessário que Ele cresça e eu diminua» ( Jo 3,30)

O nascimento de João e o de Jesus, e depois a Paixão de cada um, marcaram a diferença entre eles. Com efeito, João nasce quando o dia começa a diminuir; Cristo, quando o dia começa a crescer. A diminuição do dia no caso do primeiro é um símbolo da sua morte violenta; o crescimento do dia no caso do segundo é um símbolo da exaltação da cruz.

O Senhor revela também um sentido secreto […] desta palavra de João acerca de Jesus Cristo: «É necessário que Ele cresça e eu diminua.» Toda a justiça humana […] se consumara em João, acerca de quem dizia a Verdade: «Entre os filhos das mulheres, não surgiu nenhum maior do que João Baptista» (Mt 11,11). Nenhum homem teria, pois, podido ultrapassá-lo; mas ele era apenas um homem. Ora, na graça cristã, pede-se-nos que não nos glorifiquemos no homem, «mas se alguém se glorifica que se glorifique no Senhor» (2Cor 10,17): o homem no seu Deus; o servo no seu senhor. É por este motivo que João exclama: «É necessário que Ele cresça e eu diminua.» Claro que Deus não diminuiu nem aumentou em Si mesmo, mas nos homens; pois à medida que progride o verdadeiro fervor, a graça divina cresce e o poder humano diminui, até que chegue à sua conclusão o reino de Deus, que está em todos os membros de Cristo, e no qual toda a tirania, toda a  autoridade, todo o poder estão mortos, e Deus é tudo em todos (Col 3,11).

João, o evangelista, diz: «Ele era a verdadeira luz, que ilumina todo o homem vindo a este mundo» (1,9); por seu lado, João Baptista declara: «Nós recebemos tudo da sua plenitude» (Jo 1,16). Quando a luz, que é em si própria sempre total, cresce em quem por ela é iluminado, esse diminui em si mesmo, à medida que se vai abolindo nele o que estava sem Deus. É que o homem sem Deus nada pode, a não ser pecar, e o seu poder humano diminui quando triunfa a graça divina, destruidora do pecado. A fraqueza da criatura cede ao poder do Criador e a vaidade dos nossos afectos egoístas dissolve-se diante do amor universal, enquanto João Baptista nos grita, do fundo da nossa angústia, a misericórdia de Jesus Cristo: «É necessário que Ele cresça e eu diminua.»

Paz e Bem!

Fonte: Santo Agostinho (354-430), bispo de Hipona (norte de África), doutor da Igreja
Sermão para o nascimento de João Baptista

De Lisboa para Fortaleza, Brasil!

Etiquetas

,

Após 5 dias orientando um retiro para as Clarissas de Lisboa, agora sigo para o nosso querido Brasil. Viajo hoje às 15h de Lisboa e chego pelas 19h30 em Fortaleza, seguindo para Teresina e amanhã bem cedo para Bacabal para a reunião com todos os Párocos e Vigários da nossa Província !

Gratidão a Deus por este tempo de peregrinação e pela oração e amizade dos irmãos que acompanharam com a oração.

Paz e Bem, Fr Bernardo!

Encontrão Vocacional! Paz e Bem!

Etiquetas

, , ,

Vocações Franciscanas

Paz e Bem a todos os Jovens do Encontrão Vocacional 2015, que se realiza em Bacabal/MA. De Assis, cidade santa de São Francisco, envio um abraço e a nossa oração! Que seja um encontro muito abençoado e a nossa gratidão a todos os Benfeitores das Vocações que nos ajudam com suas orações e apoio na realização deste encontro.

Paz e Bem a todos!

Fr Bernardo, do Capítulo Geral OFM 2015, Assis, Itália!

Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração

Etiquetas

, ,

«Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração»

O primeiro e o maior mandamento é este: «Amarás o Senhor teu Deus». Mas a nossa natureza é fraca; e o nosso primeiro degrau no amor é amarmo-nos a nós próprios, antes de mais por causa de nós próprios. […] Para nos impedir de resvalar por este declive, Deus deu-nos o preceito de amar o nosso próximo como a nós a mesmos. […] Ora, constatamos que isso não é possível sem Deus, sem reconhecermos que tudo vem dele e que sem Ele nada podemos. Neste segundo degrau, o homem volta-se para Deus, mas ainda O ama apenas por causa de si mesmo e não por Ele. […]

Mas é preciso ter um coração de mármore ou de bronze para não sermos tocado pelo auxílio que Deus nos dá quando nos voltamos para Ele nas provações. Nas provações, é impossível não saborear como Ele é bom (Sl 33,9). E depressa começamos a amá-Lo mais por causa da doçura que nele encontramos do que por causa do nosso interesse. […] Quando estamos nessa situação, não temos dificuldade em amar o nosso próximo como a nós mesmos. […] Amamos os outros como somos amados, como Jesus Cristo nos amou. É esse o amor daquele que diz com o salmista: «Louvai o Senhor porque Ele é bom» (Sl 117,1). Louvar o Senhor, não porque Ele é bom para nós, mas simplesmente porque Ele é bom, amar a Deus por Deus e não por nós próprios, é o terceiro degrau do amor.

Felizes os que puderam subir até ao quarto degrau do amor: amar-se a si mesmos só com o amor de Deus. […] Quando saberá a minha alma, voltada para o amor de Deus, esquecida de si própria, não se julgando mais do que um vaso quebrado, lançar-se para Deus para se perder nele e ser um mesmo espírito com Ele? (1Cor 6,17). Quando poderá dizer de si: «A minha carne e o meu coração desfalecem, mas o Senhor é para sempre a rocha do meu coração e a minha herança» (Sl 72,26)? Santos e felizes os que puderam experimentar qualquer coisa de semelhante durante esta vida mortal, mesmo que raramente, mesmo que uma única vez. Esta não é uma felicidade humana, é viver já no céu.

Fonte: São Bernardo (1091-1153), monge cisterciense, doutor da Igreja. Tratado do amor de Deus

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 878 outros seguidores